segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Ecoturismo - Conduta Responsável

DICAS DE CONDUTA RESPONSÁVEL PARA O ECOTURISTA





Planejamento e Informação são Fundamentais

- Entre em contato prévio com a administração da área que você vai visitar para tomar conhecimento dos regulamentos e restrições existentes;
- Informe-se sobre as condições climáticas do local e consulte a previsão do tempo antes de qualquer atividade em ambientes naturais;
- Se viajar por agências de turismo, escolha empresas sérias que zelem pelo meio ambiente e pelas culturas tradicionais;
- Viaje em grupos pequenos de até 10 pessoas. Grupos menores se harmonizam melhor com a natureza e causam menos impacto;
- Escolha as atividades que você vai realizar na sua visita conforme o seu condicionamento físico e seu nível de experiência;
- Faça uma consulta prévia aos calendários regionais, dá para saber a época mais apropriada de visitação ao lugar, consultando além das condições climáticas, a temporada de eventos culturais e folclóricos da região;
- Evite viajar para áreas mais populares durante feriados prolongados e férias;
Escolha um condutor (cadastrado) que lhe proporcione orientação, segurança, companhia e informações de boa qualidade;
- Informe-se sobre os projetos socioambientais desenvolvidos na região e torne-se mais responsável;
- Aprecie e procure compreender a complexidade da região;
- Divirta-se, aprecie e aprenda o máximo possível sobre a região;
- Colabore com a educação de outros visitantes, transmitindo os princípios de mínimo impacto sempre que houver oportunidade;
- Viaje com tranqüilidade, vacine-se contra a febre amarela, no mínimo, dez dias antes de iniciar sua viagem num posto de saúde de sua cidade ou de seu bairro. A Vacina tem validade de 10 anos.
- Divulgue a região da Chapada dos Veadeiros e as informações aprendidas;

Você é Responsável por sua Segurança

- Avise à administração responsável da área onde você está visitando e siga as normas estabelecidas;
- Não se arrisque sem necessidade. O salvamento em ambientes naturais é demorado e complexo;
- Beba água em abundância, pois o vento e o calor desidratam nosso corpo rapidamente;
- Visitantes inexperientes podem correr riscos desnecessários, por isso é importante a escolha e o acompanhamento de condutores de turismo e guias experientes e capacitados;


video

(Vídeo retirado do You Tube)

Dicas e Cuidados nas Trilhas e Locais de Acampamento

- Para caminhadas os tecidos mais apropriados são os que absorvem o suor e permitem que o corpo respire. Prefira modelos confortáveis, que não prendam os movimentos. Use roupas claras que refletem o calor. Lembre-se de levar chapéu ou boné e também dê atenção especial ao que irá calçar: tênis ou botas de tecido ou couro para caminhadas são as opções mais indicadas. Prefira sempre transportar sua bagagem em uma mochila. É a forma mais confortável para carregar seus pertences, deixando as mãos livres e o peso distribuído uniformemente;
- Cores fortes, como branco, azul, vermelho ou amarelo, devem ser evitadas, pois podem ser vistas a quilômetros de distância e quebram a harmonia dos ambientes naturais. Use roupas e equipamentos de cores neutras, para evitar a poluição visual em locais muito freqüentados.
Lembre-se sempre de levar protetor solar e repelente e em épocas de chuva, não esqueça sua capa;
- Leve sempre um lanche leve para os passeios, pois eles dão energia e enganam a fome. Comidas secas, como biscoitos, grãos e barrinhas de cereais, são perfeitas para este fim, já que são práticas de transportar e fornecem energia rapidamente, ajudando a recompor-se do exercício;
- Leve um cantil ou garrafa de água e mantenha-se hidratado, pois durante o esforço físico a transpiração aumenta, e a necessidade de beber líquidos fica ainda maior;
- Aos Fumantes, segurem as pontas, pois o cigarro além de fazer mal a saúde e poluir, pode causar um incêndio de grandes proporções;
- Mantenha-se nas trilhas pré determinadas – não use atalhos que cortam caminhos. Os atalhos favorecem a erosão. Mantenha-se na trilha mesmo se ela estiver molhada, lamacenta ou escorregadia. A dificuldade das trilhas faz parte do desafio de vivenciar a natureza. Se você contorna a parte danificada de uma trilha, o estrago se tornará maior no futuro;
- Evite fazer barulhos, aproveite a sensação de harmonia e tranqüilidade que a natureza oferece. Caminhe em silêncio não levando instrumentos sonoros que possam causar impactos ao ambiente;
- Acampe somente em locais pré-estabelecidos, quando existirem. Evite áreas frágeis que levarão um longo tempo para se recuperar após o impacto. Acampe a pelo menos 60 metros de qualquer fonte de água;
- Certifique-se de que você possui uma forma de acondicionar o seu lixo (sacos plásticos), para trazê-lo de volta;
- Ao percorrer uma trilha, ou sair de uma área de acampamento, certifique-se de que elas permaneçam como se ninguém houvesse passado por ali. Remova todas as evidências de sua passagem. Não deixe rastros;
- Não queime nem enterre o lixo. As embalagens podem não queimar completamente, e animais podem cavar até o lixo e espalhá-lo. Traga todo o seu lixo de volta com você ou coloque-o em local apropriado;
- Utilize as instalações sanitárias que existirem. Caso não haja instalação sanitária (banheiro) na área, cave um buraco com quinze centímetros de profundidade a pelo menos 60 m de qualquer fonte de água, trilhas ou locais de acampamento, em local onde não seja necessário remover vegetação;
- Evite utilizar sabão, shampoo e similares em fontes de água;
Não construa qualquer tipo de estrutura, como bancos, mesas, pontes etc. não quebre ou corte galhos de árvores, mesmo que estejam mortas ou tombadas, pois podem estar servindo de abrigo para aves ou outros animais;
- Resista à tentação de levar “lembranças” para casa. Deixe pedras, artefatos, flores etc. onde você os encontrou, para que outros também possam apreciá-los;
- Tire apenas fotografias, deixe apenas leves pegadas, e leve para casa apenas suas memórias;
- Evite acender fogueiras. Se for cozinhar, faça em fogareiros para acampamento. Para iluminar, utilize lanternas ou lampiões, é muito mais prático e rápido;
- Se você realmente precisa acender uma fogueira, utilize locais previamente estabelecidos, e somente se as normas da área permitirem. Mantenha o fogo pequeno, utilizando apenas madeira morta encontrada no chão. Tenha absoluta certeza de que sua fogueira está completamente apagada antes de abandonar a área;

(Foto: Carlos Eugênio - alimribeiro@gmail.com )

Respeite os Animais e Plantas

- Observe os animais à distância. A proximidade pode ser interpretada como uma ameaça e provocar um ataque, mesmo de pequenos animais. Além disso, animais silvestres podem transmitir doenças graves. Denuncie casos de biopirataria e agressões contra o meio ambiente aos órgãos competentes;
- Não alimente os animais em hipótese nenhuma;
- Não retire os animais silvestres do seu habitat natural, muito menos os maltrate;
- Não retire flores e plantas silvestres. Aprecie sua beleza no local, sem agredir a natureza e dando a mesma oportunidade a outros visitantes;
- Colabore ativamente com a Proteção Ambiental, seja um protetor e fiscal de natureza denunciando as agressões ao meio ambiente;


Respeite as Comunidades Locais

- Respeite as comunidades locais, seus valores, crenças e costumes. Não tenha atitudes que impactem com o modo de vida das mesmas;
- Não visite comunidades tradicionais sem pedir permissão, seja educado e siga as normas estabelecidas, evitando o aculturamento destas populações;
- Combata comportamentos e atitudes inadequados (prostituição, uso de drogas, exploração de menores, compras e preços injustos, corrupção etc.);
- Prestigie as associações, artesanato e eventos culturais locais;
- Contribua para o desenvolvimento econômico sustentável do local visitado, utilizando serviços oferecidos pela comunidade. Deste modo você estará colaborando para que os recursos financeiros permaneçam nas comunidades;

Nenhum comentário: